Homenagem e convite de missa de Antônio Soares Leonel (Tonico Dentista) - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 18 de novembro de 2019


Publicidades

Homenagem e convite de missa de Antônio Soares Leonel (Tonico Dentista)

Publicado quarta, 16 de outubro de 2019





Faleceu no último domingo,13, em Passos, onde se encontrava em tratamento de saúde Antônio Soares Leonel, mais conhecido por Tonico Dentista, aos 65 nos de idade.

Ele nasceu em 7 de junho de 1954, gêmeo do irmão Fernando, filho de Benevides Leonel da Silva e de Maria Margarida Soares. De seu primeiro matrimônio deixa o filho Thiago. Depois de enviuvar-se contraiu segundas núpcias com Silvana Valente, com quem teve os filhos Benevides Neto e Antônio Augusto. Com a sua morte ele ainda deixa os netos João Lucas e Stela e os irmãos: Antônio Fernando, Fernando, Adelmo, Ângela, Angelita, André e Alaor.

Católico fervoroso, desde a sua mocidade sempre se dedicou aos movimentos religiosos, nos grupos de oração, TLC, entre outros. Atualmente pertencia ao grupo de casais da Paróquia de São José Operário.

Em anos passados ele teve importante participação no Conselho Municipal de Saúde, época em que a secretaria municipal de Saúde passou por uma fase nebulosa de sua história. Porém com muita firmeza, serenidade, equilíbrio, e pautado com extremo zelo, Tônico fez com que os demais conselheiros exigem que aquela administração municipal adotasse os protocolos de saúde, sanando as irregularidades, trazendo segurança aos usuários da rede municipal de saúde.

Ele também teve participação ativa na Associação dos moradores do bairro Portal dos Nobres.

Graças aos seus ingentes esforços, além dos demais membros daquela associação e do juiz de Direito da Segunda Vara Cível da Comarca local, João Batista Mendes Filho, foi possível a implantação da infraestrutura do Portal dos Nobres.

Tonico era um homem de posições sempre muito bem definidas, com a sua voz forte e possante defendia os seus pontos de vista, porém sempre pautado no bom acordo. Para as fraquezas humanas abria-se em indulgências, porém quando percebia uma intenção tortuosa ou de má fé encrespava e falava grosso.

Como marido, o seu idílio para com a esposa Silvana, amada e bem querida, foi sempre constante através da prece em comum, pois foram, em vida, dois lábios rezando s mesma prece num louvor a Deus, pelas mercês com que lhe iluminava o lar bem formado.

Com a sua morte, até mesmo a Santa Igreja Católica, essa majestade que domina o mundo inteiro, deixa de contar com um súdito de piedade inimitável e de uma fé viva, constante e ardente.

E agora que está terminada a sua missão aqui na Terra, ele vai iniciar outra, a caminho da Espiritualidade Maior, desse Deus que o fez humilde, bom, honrado, digno e caridoso.

Seu corpo foi transladado para Guaxupé, velado na Capela do Lar São Vicente de Paula, e sepultado no dia seguinte, no Cemitério da Praça da Saudade, com grande acompanhamento.

À família enlutada, as condolências do Jornal Correio Sudoeste.

(Wilson Ferraz)

 

CONVITE DE MISSA

A família de Tonico agradece as manifestações de pesar e convidam amigos e familiares para a missa de 7º Dia que será celebrada na igreja São José Operário, no dia 19, às 19h.




Mais Falecimentos


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar