Usuários de drogas e familiares podem pedir ajuda especializada via WhatsApp em Minas - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 29 de maio de 2024


Publicidades

Usuários de drogas e familiares podem pedir ajuda especializada via WhatsApp em Minas

Publicado quinta, 02 de maio de 2024





Usuários de drogas e seus familiares agora podem pedir ajuda via internet, em Minas, de forma rápida e descomplicada. Equipes de psicólogos e assistentes sociais estarão a postos para atendimentos especializados e orientações via WhatsApp, a partir desta quinta-feira (2/5).
Nesse novo serviço, disponibilizado pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o usuário ou sua família é acolhido e tem uma escuta especializada para ajuda em casos de tensão ou dúvida.
Além disso, a partir desse primeiro contato, no qual é feita, também, uma avaliação psicossocial, os profissionais podem sugerir e realizar encaminhamento do usuário para redes de prevenção, atenção e cuidado.
Ou seja, via aplicativo de mensagens, o usuário pode ser encaminhado para tratamento na rede de saúde, rede de assistência social, comunidades terapêuticas ou, até mesmo, para grupos de mútua ajuda, como o Alcoólicos Anônimos (AA), por exemplo. O serviço está disponível das 8h às 18h.
O atendimento via WhatsApp vem sendo testado desde janeiro deste ano e já realizou o acolhimento e/ou encaminhamento de 120 usuários de drogas e familiares.
Entre eles o de Eduardo*, 47 anos. “Achei mais fácil pedir ajuda sem estar cara a cara com alguém. Acho que a internet nos dá mais coragem para assumir erros e facilita esse grito de socorro”, afirma.

Expansão
A expansão do serviço de atendimento de usuários e seus familiares, agora via WhatsApp, é uma ampliação dos atendimentos presenciais e telefônicos já realizados pelo Centro de Referência Estadual em Álcool e outras Drogas (Cread), da Subsecretaria de Políticas sobre Drogas da Sejusp.
Caso o usuário prefira o atendimento telefônico, o número para contato é o mesmo do WhatsApp: (31) 3273-6204.
“Os mineiros ganham acesso fácil e rápido à informação, à orientação e ao atendimento psicossocial relacionados aos problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas com esse novo serviço via WhatsApp”, destacou a subsecretária de Políticas sobre Drogas de Minas, Cláudia Leite.
Vale lembrar que, desde o início do ano, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é parceira do Estado na qualificação do atendimento do usuário de drogas.
Agora, pesquisadores e alunos da Faculdade de Medicina da UFMG também atuam nas ações Cread. Inclusive, no atendimento aos familiares e usuários via WhatsApp, lançado nesta quinta.

*Nome fictício para preservar a identidade do atendido do Cread




Mais Saúde


Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar