Juruaia será uma das cidades bases para compra e venda de vidros recicláveis - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 22 de abril de 2024


Publicidades

Juruaia será uma das cidades bases para compra e venda de vidros recicláveis

Publicado quarta, 27 de março de 2024





O Grupo HEINEKEN, em colaboração com Verallia, Massfix, Fundação Avina e Rede Sul – MG, desenvolveu um ecossistema para aumentar a reutilização de embalagens de vidro em Minas Gerais, visando fortalecer a reciclagem. Com um investimento de R$ 1,5 milhão, o projeto visa devolver à indústria cerca de 6 mil toneladas de vidro até 2026, impactando mais de 30 cidades do estado. Chamado de Circuito do Vidro, o projeto se inspira nas rotas turísticas e culturais, garantindo a circularidade do vidro e promovendo o desenvolvimento socioeconômico para catadores envolvidos.

As cidades bases para a compra e coleta de vidro serão: São Lourenço, Caxambu, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Três Pontas, Juruaia e Cachoeira de Minas e outras 27 serão impactadas com o projeto.

Apesar do vidro ser altamente reciclável, apenas 25% do material retorna à cadeia de reciclagem, resultando em desperdício. O projeto irá atuar em cidades como São Lourenço, Caxambu, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Três Pontas, Juruaia e Cachoeira de Minas, beneficiando catadores e catadoras e reduzindo o impacto ambiental. A Verallia, comprometida com a economia circular, investe no projeto para aumentar o índice de reciclagem e gerar renda para os catadores.

A Rede de Catadores de Materiais Recicláveis do Sul e Sudoeste de Minas Gerais acredita que o projeto fortalecerá associações locais e beneficiará cerca de 150 catadores através da logística reversa do vidro. Para a Fundação Avina, é crucial promover mudanças sustentáveis através de processos colaborativos, e o Circuito do Vidro exemplifica isso ao reintegrar o material ao ciclo produtivo.

O projeto também recebe elogios da Massfix, que destaca sua contribuição para fortalecer a rede de cooperativas e reduzir as emissões de CO2. O Circuito do Vidro não apenas proporciona renda aos catadores, mas também facilita a reciclagem de milhares de toneladas de vidro, resultando em benefícios ambientais significativos.




Mais Regional


Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar