Monitoras salvam criança de engasgo em São Pedro da União - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 21 de setembro de 2019


Publicidades

Monitoras salvam criança de engasgo em São Pedro da União

Publicado, quinta, 04 de julho de 2019





O Programa do Sistema Faemg/Senar Minas, Primeiros Socorros nas Escolas, prepara os profissionais da área de educação para adotar práticas de socorro em situações de urgência e emergência. Os profissionais da educação são capacitados para abordarem técnicas sobre parada cardiorrespiratória, reanimação cardiopulmonar em crianças e adultos, manobra de Heimlich, entre outras.

Em São Pedro da União, as professoras da rede municipal de ensino participaram da oficina nos dias 24 e 25 de junho, ministrada pela enfermeira Cinthia Assunção. O que elas não imaginavam é que teriam que colocar o aprendizado em prática, logo após a capacitação.

As monitoras Catianara Vieira e Carina Garcia do Centro de Educação Infantil Cajuzinho, que atende crianças de 1 a 2 anos de idade, vivenciaram a experiência. “No mesmo dia em que concluímos as oficinas do Senar, por volta das 12h15, fomos alimentar as crianças, como de costume. Tudo ocorria normalmente, até que notei que um bebê de um ano e seis meses estava engasgando. Teria que agir rápido. Me lembrei das palavras da Cinthia sobre a importância de manter a calma. Comuniquei a minha colega o que estava acontecendo enquanto retirava o bebê da cadeira e de pé realizei a primeira manobra. Ela expeliu um pedaço de carne, mas continuava engasgado e foi roxeando. Então, a Carina, manteve a calma e realizou mais duas manobras. O bebê vomitou e chorou, para o nosso alívio”.

As monitoras enfatizaram o quanto tudo aconteceu de forma rápida e que o resultado foi positivo, graças à capacitação. “Mantivemos a calma o tempo todo e sabíamos o que teria que ser feito.Ocurso mostrou o quanto é importante que todas as escolas preparem seus funcionáriospara eventuais casos como esse”.

A capacitação disponibilizada pelo Senar se tornou obrigatória em 2019 para funcionários e professores de escolas, em decorrência da Lei13.722/18 criada a partir do falecimento do garoto Lucas, por obstrução respiratória.

Segundo Cinthia Assunção, o programa SOS está quebrando paradigmas e levando aos mais distantes povoados ensinamentos e beneficiando a população." Qualquer pessoa que tenha filhos, sobrinhos, afilhados espera que eles sejam bem atendidos nas suas demandas diárias. Saber que eles terão a partir de agora essa assistência enquanto estiverem na escola é maravilhoso".  A enfermeira também enfatizou que ficou extremamente feliz e orgulhosa das professoras envolvidas no salvamento, principalmente por saber que elas conseguiram incorporar o treinamento por completo, inclusive o preparo emocional para conseguirem executar a técnica com eficácia. 

"Precisamos que cada dia mais pessoas saibam lidar em tais situações emergenciais e nós do Senar podemos e devemos contribuir para isso. O programa traz benefícios a todos: as crianças por atendimento correto por parte dos funcionários e professores, e assim muitas vidas serão salvas; as famílias pela segurança a mais ao deixarem suas crianças nas escolas; os professores e funcionários pelo conhecimento que usarão para a vida, terão a gratidão e a ótima sensação de salvar vidas. As escolas ganharão maior credibilidade popular e nós envolvidos nas capacitações ganhamos mais ainda, pois conseguimos repassar tudo aquilo que sabemos e assim ajudamos indiretamente a salvar mais vidas. Para nós enfermeiros , feedbacks como esse é motivo de satisfação eterna".

Ainda segundo Cinthia, o  Senar através dessa visão mais profunda das necessidades da população consegue atingir por completo os benefícios ao produtor e trabalhador rural, pois os treinamentos desenvolvidos se expande e chega  aos membros mais novos dessa família Rural.

A Regional do SenarMinasem Passos realizou 34 oficinas de SOS Primeiros Socorros entre as cidades de Pratápolis, Passos, Piumhi, Formiga, Guaxupé, Guaranésia, Monte Santo, Delfinópolis, Cássia, Carmo do Rio Claro e Alpinópolis. São Pedro da União foi atendido pela parceria do Senar Minas com o Sindicato dos Produtores Rurais de Guaxupé.




Mais Regional


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar