Correio Sudoeste - Comissários da infância de Guaxupé são homenageados

Guaxupé, 13 de dezembro de 2019
 
Publicidades

Comissários da infância de Guaxupé são homenageados

Publicado segunda, 01 de julho de 2019





Os voluntários que atuam como comissários da infância e da juventude na Comarca de Guaxupé foram homenageados pela Câmara Municipal no último dia 25 de junho. A moção é uma forma de reconhecimento dos trabalhos prestados à comunidade. O coordenador da equipe de voluntários, Luiz Antônio Ferreira, teve seu trabalho especialmente reconhecido.

Há 15 anos o coordenador trabalha incansavelmente, desenvolvendo diversas atividades com os jovens guaxupeanos. Ele conta que a chegada do juiz Milton Biagioni Furquim foi um divisor de águas. O magistrado procura dar todo respaldo para a equipe voluntária de comissários, que atualmente conta com 14 membros.

Milton Furquim destaca a satisfação de trabalhar com esses voluntários: "O comissariado é muito importante para o bom andamento do Juizado da Infância e da Juventude".

Mas nem sempre são reconhecidos, lamenta. O juiz diz, no entanto, que os comissários não se intimidam e estão sempre prontos para toda e qualquer situação. "Gosto de acompanhá-los, para dar mais segurança à atuação deles, o que facilita os trabalhos",  acrescenta.

Na comarca são realizadas ações de fiscalização e campanhas preventivas ao longo do ano. Milton Furquim conta que, no início, para burlar as leis, a comunidade passou a realizar eventos em chácaras, com o objetivo de barrar os comissários. Assim mesmo, o comissariado pode e deve entrar, salientou. "Normalmente essas festas são realizadas sem alvará, sendo encontradas várias irregularidades", comenta.

Houve muita revolta da sociedade, relembra. "Optamos por seguir em frente com os trabalhos, sempre com o objetivo de proteger os jovens da comarca", disse o magistrado. Ele conclui que "a moção recebida é a prova de que o comissariado está no caminho certo e conta com todo o apoio da comunidade".

Muito trabalho o ano inteiro

Luiz Ferreira, o coordenador da equipe de comissários, relata que são feitas muitas ações preventivas junto à comunidade. "A sociedade deve nos ver como parceiros e não apenas como agentes de punição", explica.

No início do ano letivo é realizada uma atividade de conscientização para que os alunos busquem a frequência às aulas, evitando permanecer em locais desconhecidos pelos pais.

Entre maio e junho os comissários realizam a campanha de combate à utilização do cerol. "São recolhidos todos os materiais com cerol", informa Luiz Ferreira. "Durante os meses de junho e julho são recolhidos e doados cobertores e agasalhos".

Todo mês de agosto é realizada a Conferência dos Comissários da Infância e da Juventude. "Este ano será feita a nona edição", comemora o comissário. "O evento reúne o Conselho Tutelar, assistentes sociais, autoridades e membros da comunidade, com o objetivo de estudar, debater e refletir sobre as questões que envolvem os jovens", explicou o juiz Milton Furquim.

Em setembro são recolhidos doces, balas e guloseimas para montar as centenas de sacolinhas que fazem a alegria das crianças no dia 12 de outubro. "Em seguida são iniciados os trabalhos para o Natal", conclui Luiz Ferreira.

O juiz e o comissário convidam a todos que queiram ajudar. Basta encaminhar as doações para o Fórum de Guaxupé.




Mais Justiça


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar