Identificado homem que teve corpo queimado após ser assassinado em Muzambinho - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 01 de julho de 2022


Publicidades

Identificado homem que teve corpo queimado após ser assassinado em Muzambinho

Publicado sexta, 17 de junho de 2022





O corpo encontrado nesta manhã de sexta-feira, dia 17, em Muzambinho já foi identificado. A vítima é Adilson Riboli, 52 anos.

Os suspeitos de terem assassinado Adilson e em seguida ‘desovado’ o corpo em um terreno, e ateado fogo foram encontrados próximo ao local e identificados como A.S. S., 34 anos, vulgo Alagoano, e G. A. S., 26 anos.

Segundo informações do Tenente Manoel, Comandante do Pelotão de Muzambinho, um morador da Rua André Birger Bengtson, Jardim Vale do Sol, ao sair para trabalhar estranhou o cheiro forte de algo queimando em um terreno baldio e foi verificar o que poderia ser. Na madrugada ele foi acordado com um barulho alto de algo estalando. Chegando no local, mesmo com fogo alto, o morador pode identificar que se tratava do corpo de um homem, enrolado em um cobertor, que estava em chamas já sem vida.

A polícia militar foi acionada e ainda consegui extinguir as chamas para que não queimasse totalmente o corpo. A perícia esteve no local para levantamento de identificação.

Foi constatado de início que Adilson tinha uma perfuração no pescoço, corte na cabeça e sinais de espancamento no rosto. Ele estava enrolado em cobertores e em um saco de lixo e tinha um cinto enrolado em seu pescoço.

Assim que as investigações começaram, policiais militares que trabalharam no turno anterior relataram que estiveram naquele endereço por volta das 2h da madrugada verificando reclamações de vizinhos por perturbação do sossego. Na casa havia entre 4 a 5 pessoas. Nada de ilegal foi encontrado e os militares foram embora.

De volta ao endereço, os policiais encontraram vestígios de sangue na entrada da casa e no quintal. Os militares chamaram o dono do imóvel que apareceu embriagado dizendo que que estava em sua casa quando apareceram G.A.S., que é seu sobrinho e o tal “Alagoano”. Eles invadiram o local e começaram a se desentender com Adilson, iniciando uma briga.

Os dois homens que são considerados suspeitos estão prestando depoimento à polícia civil para esclarecerem o motivo da morte.

 

Outro crime

Na segunda-feira, dia 13, foi encontrado o corpo de João Batista as Silva, 59 anos, aposentado, em meio a uma poça de sangue, na Vila Bueno, em Muzambinho.

No local havia marcas de ter ocorrido uma luta entre o aposentado e outra (as) pessoa(as), com marcas de sangue na geladeira e paredes da casa.

No corpo de João havia uma perfuração na cabeça.

O caso continua em investigação para desvendar o que pode ter ocorrido.

 




Mais Polícia


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar