QUINHENTOS PAPELOTES DE COCACAÍNA E OUTRAS DROGAS SÃO APREENDIDAS EM MUZAMBINHO PELA POLÍCIA CIVIL - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 23 de janeiro de 2022


Publicidades

QUINHENTOS PAPELOTES DE COCACAÍNA E OUTRAS DROGAS SÃO APREENDIDAS EM MUZAMBINHO PELA POLÍCIA CIVIL

Publicado sexta, 17 de dezembro de 2021





Na tarde de quinta-feira, dia 16, a Policia Civil de Minas Gerais (PCMG), no continuo combate ao crime de tráfico de drogas, prendeu dois homens, de 32 e 36 anos, em Muzambinho.

Cerca de 500 papelotes de cocaína e outra grande quantidade da droga que seria refinada e fracionada para venda foram apreendidos.

A ação é decorrente de uma investigação iniciada há cerca de seis meses. A PCMG obteve provas, no período, de que os dois suspeitos se associavam para a atividade criminosa: um deles refinava a droga e a distribuía fracionada em Muzambinho, enquanto o outro fazia a venda na cidade vizinha, Nova Resende.

Na ocasião da prisão, os investigados, que vinham sendo monitorados pela Polícia Civil, faziam a entrega de 60 papelotes de cocaína prontos para venda. Em seguida, a equipe policial foi até o imóvel de um deles, onde foram encontradas mais drogas, entre cocaína, maconha e crack, além de balança de precisão e anotações do tráfico.

Os policiais localizaram, ainda, gasolina e sedativos, bem como outros materiais que seriam usados para o refino da cocaína, escondidos em um tonel.

O delegado regional Fernando Bettio comenta a importância da operação. “A Polícia Civil segue incansável no trabalho investigativo. E, hoje, salta aos olhos os relevantes resultados da equipe de investigação em Muzambinho. Essa apreensão representa um grande enfraquecimento da criminalidade na região”, ressalta.

Os trabalhos investigativos prosseguem com a análise dos materiais arrecadados para identificação de outros possíveis associados à dupla presa.




Mais Polícia


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar