COMARCA DE MUZAMBINHO IRÁ REALIZAR 4º GALETO SOLIDÁRIO - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 21 de maio de 2022


Publicidades

COMARCA DE MUZAMBINHO IRÁ REALIZAR 4º GALETO SOLIDÁRIO

Publicado quarta, 01 de dezembro de 2021





A Comarca de Muzambinho irá promover, no próximo domingo (5/12), o 4º Galeto Solidário, com a finalidade de arrecadar fundos para a Casa Lar, instituição que abriga 22 crianças em situação de vulnerabilidade social. A iniciativa, que consiste na preparação e venda de 500 refeições, é do juiz Flávio Schmidt, diretor do foro local.

Natural do Rio Grande do Sul, o juiz Flávio Schmidt trouxe da Serra Gaúcha a tradição da culinária italiana; ele diz que evento reforça o papel social do Poder Judiciário, aproximando magistrados e servidores das questões da comunidade

Nas duas primeiras edições do evento, foram realizadas grandes festas, que contaram com a participação de quase mil pessoas em cada uma. Porém, em virtude da pandemia de covid-19, o Galeto Solidário teve que passar a ser realizado nas modalidades drive-thru e delivery.

O juiz Flávio Schmidt, que é do Rio Grande do Sul, trouxe da Serra Gaúcha a tradição da culinária italiana. E é o próprio magistrado quem assa os galetos. Nas primeiras edições, ele usou uma churrasqueira de 15 metros de extensão. Desta vez, os galetos serão preparados com uma técnica chamada "fogo de chão".

De acordo com o juiz, o evento reforça o papel social do Poder Judiciário e aproxima magistrados e servidores das questões da comunidade. Flávio Schmidt ressalta o apoio recebido de toda a população do município, o que faz com que todas as edições do Galeto Solidário sejam um sucesso.

Casa Lar

A Casa Lar é uma entidade sem fins lucrativos, criada e mantida pelo Poder Judiciário. As crianças atendidas por ela são encaminhadas por decisão judicial ou por meio do Conselho Tutelar, depois de um estudo social elaborado sobre o risco que os menores enfrentam no ambiente em que vivem.

A associação acolhe as crianças em período integral, onde recebem moradia e passam a viver a rotina normal de uma casa. No local, elas têm regras e disciplina, frequentam escola, academia, aprendem a cuidar do espaço onde moram, a manter a higiene pessoal, têm atendimento médico e odontológico e recebem apoio multidisciplinar.

 

Diretoria Executiva de Comunicação – Dircom TJMG




Mais Regional


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar