CAMPANHAS “OUTUBRO ROSA E NOVEMBRO AZUL” DA OAB ACONTECEM NA NOVA SEDE DA INSTITUIÇÃO - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 21 de maio de 2022


Publicidades

CAMPANHAS “OUTUBRO ROSA E NOVEMBRO AZUL” DA OAB ACONTECEM NA NOVA SEDE DA INSTITUIÇÃO

Publicado sexta, 12 de novembro de 2021





A 57ª Subseção da OAB de Guaxupé, em parceria com a Comissão da Mulher Advogada, promoveu um evento de conscientização à prevenção do câncer de mama e de próstata. O encontro aconteceu na nova sede da instituição ao lado do Fórum, na última quarta-feira, 10 de novembro.

Os convidados foram recepcionados com uma bela apresentação do músico Paulo Gabriel que, inclusive, abrilhantou o evento.

Atuou como mestre de cerimônia Rogério José Alves.

O evento faz parte da campanha conhecida por “Outubro Rosa e Novembro Azul”, que já vem sendo desenvolvida pela OAB desde 2013, e realizada todos os anos. Esta edição foi coordenada pelas advogadas Marlene Maria Silva Pasqua e Daniela Cunha Mascarenhas Affini, com total e irrestrito apoio do presidente da subseção, Marco Antônio Alves.   

A mesa das solenidades foi composta pelas advogadas: Aline Cristina Silva, Ana Cristina de Souza Serrano Mascarenhas, Daniela Affini, Marlene Pasqua, e Maria do Carmo Ferreira, presidente da subseção da OAB de Guaranésia, além da médica, Sônia Aparecida de Lacerda Russo.

Iniciado o evento, o mestre de cerimônia mencionou que gostaria de “dedicar um poema à memória de Edmaura dos Santos, colaboradora da instituição falecida em 05 de janeiro último”, vítima de um violento infarto.

A Comissão da Mulher Advogada também está engajada na campanha do natal da Apae, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, na conquista de panetones que serão oferecidos aos assistidos da instituição.

Naquela oportunidade a representante da Apae, Maria Aparecida Bolonha, falou em nome da instituição e da parceria firmada com a subseção local para a continuidade da promoção natalina que já se tornou tradição na entidade filantrópica.

Para uma melhor conscientização dos operadores do Direito em relação a ações preventivas no diagnóstico precoce do câncer de mama e de próstata foram ministradas duas palestras, a primeira pela médica Ana Cristina Mascarenhas e a segunda pela médica Sônia.

Ana Cristina Mascarenhas

Em 1998 foi graduada em direito pela Faculdade de Direito de Franca; mestre em gestão e políticas ambientais pela Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Nova Lisboa, em 2007; pós-graduada em gestão de políticas Ambientais pela Universidade de Évora, em 2004; pós-graduada em Direito do Ordenamento do Território, do Urbanismo e do Ambiente pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em 2008; atua como coordenadora do Curso de Direito do Centro Universitário da Fundação Educacional Guaxupé desde 2013; é presidente do Conselho do Patrimônio Histórico e Cultural de Guaxupé.

Segundo Ana Cristina, no passado, a militância do Direito era feita somente por pessoas do sexo masculino; que a presença de uma mulher nos tribunais só viria a acontecer em 1906; que no decorrer dos anos a presença feminina na advocacia vem aumentando gradativamente; que atualmente encontram-se inscritos na subseção local 385 advogados, sendo que deste total, 235 são homens e apenas 151 mulheres.

Ana Cristina mencionou que, principalmente neste período de final de pandemia que estamos vivendo, necessário se faz uma reflexão sobre a saúde e o bem estar do militante na área do Direito para a prestação de um serviço de melhor qualidade aos jurisdicionados; que a pandemia trouxe uma sobrecarga de trabalho, fazendo com que advogados e advogadas deixassem a saúde relegada a um segundo plano e que a mulher advogada, além da atividade profissional ainda tem os seus afazeres domésticos, seja como mãe ou dona de casa.

Sônia Russo

Formada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo, em 1993; possui residência médica em ginecologia e obstetrícia na mesma universidade, possui atualizações e cursos anuais pelas sociedades de ginecologia e obstetrícia do Brasil.

Ela tem atuado na área ambulatorial e de ultrassonografia, bem como em cirurgias ginecológicas e partos, seja no serviço público ou privado na região de Guaxupé.

A médica falou da importância do diagnóstico precoce do câncer na cura da enfermidade, que a incidência de câncer de mama em mulheres com menos de 40 anos é bem menor do que em relação às com mais idade, porém quando atinge mulheres jovens a moléstia é muito agressiva.

 Com relação ao câncer de próstata, que atinge as pessoas do sexo masculino, ela mencionou que com o avançar da idade todo homem terá uma alteração na glândula, porém nem sempre esta modificação caracteriza um câncer. Finalizando mencionou que toda pessoa do sexo masculino a partir dos 80 anos de idade terá necessariamente uma alteração substancial da próstata.

Coquetel

No encerramento do evento foi servido um coquetel aos presentes, oportunidade em que aproveitaram para conhecer as amplas, modernas e confortáveis instalações da nova sede que, inclusive, já se encontram mobiliadas.




Mais Justiça


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar