TOMADA DE CONSCIÊNCIA CRISTÃ - Correio Sudoeste - De fato, o melhor Jornal | Guaxupé Mg

Guaxupé, 29 de julho de 2021


Publicidades

TOMADA DE CONSCIÊNCIA CRISTÃ

Publicado segunda, 01 de março de 2021





No final do ano de 2020, numa pregação verdadeiramente inspirada, Marcos Nascimento, Pastor da Igreja Batista Nova Filadélfia (IBNF), de Guaxupé, sempre fundamentado na Sagradas Escrituras, nos fez recordar algumas passagens bíblicas cruciais para todos os tempos, em especial para o nosso tempo de tribulação, neste contexto de perdição acelerada, zombaria generalizada, libertinagem sombria e devastadora pandemia.

O Pastor Marcos citou Paulo. Com lágrimas de angústia, o apóstolo se entristecia ao se deparar com pessoas que se comportavam como inimigas da cruz de Cristo (Filipenses 3, 18).

Paulo sempre deixou claro que anunciava o Cristo crucificado (1 Coríntios 1, 23). Eis o motivo de sua angústia.

Pastor Marcos também citou o autor de Hebreus, que oportuniza a todos um "puxão de orelha", um alerta necessário: Pelo tempo que já se passou, de tanto que o povo cristão já recebeu instrução, era para cada um ser mestre (Hebreus 5, 12). Mestre! Mestre na fé.

No entanto, não é o que vemos. Ao contrário, o que temos observado é o esfriamento da fé. E nisso podemos constatar uma percepção profética de Jesus Cristo, no momento em que chegou a questionar se haveria fé na Terra diante de sua volta (Lucas 18, 8). Falando em profecia, a observação de Oséias infelizmente ainda se verifica nos nossos dias: o povo está arruinado, perece por falta de conhecimento (Oséias 4, 6).

Não se tem profundo conhecimento da santa vontade de Deus. As pessoas tem entendido muito mal o livre-arbítrio. Tem examinado pouco ou muito mal as Sagradas Escrituras. Não entenderam que Deus perdoa, mas não autoriza ninguém a continuar pecando (João 8, 11).

Apesar de tudo isso, o mesmo apóstolo Paulo tinha  o "remédio" para as dores do mundo. Orientava a buscar as realidades espirituais eternas (Colossneses 3, 2), pois em Cristo o ser humano pode se alegrar (Filipenses 4, 4), pode confiar (Romanos 8, 28) e se fortalecer (Filipenses 4, 13). E é preciso orar (Efésios 6, 12-18).

Nos recordamos de Pedro, nos instruindo na entrega confiante da nossa vida aos cuidados de Deus (1 Pedro 5, 7).

Nos lembramos, claro, de Jesus, que nos pede para buscarmos em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça, e permanecermos unidos a Ele, Jesus (Mateus 6, 33 ; João 15, 5). "Tende bom ânimo", disse Jesus (João 16, 33). Ânimo! Coragem!

É verdadeiramente crucial que todo cristão tome consciência de que é necessário manter o olhar fixo em Jesus (Hebreus 12, 1-2), e se santificar em Deus (Hebreus 12, 14).

Essa foi a essência da pregação do Pastor Marcos da IBNF, apoiado por orações, canções e louvores de paz e bênçãos de sua esposa, a Pastora Celeste Belo.

Pede-se comprometimento (Apocalipse 1, 6).

Uma entrega confiante edificada Naquele que é a Rocha, o Senhor, e que, com Sua presença e força, se mantém em pé, nos preserva na esperança de plenitude, onde as maldades deste mundo não destroem nem arrastam (Mateus 7, 24-27).

Precisamos todos renovar a nossa mente (Romamos 12, 2), pois com a mente transformada, convertida, nossa conduta será aperfeiçoada, rumo a nossa recompensa eterna.

Quem assim pensa, crê e age, poderá dormir em paz, como diz o salmista (Salmo 4, 9).

Amém...

 Autor : R.F.Ribeiro


COLUNISTA


Mais Artigos


 Publicidades

Correio Sudoeste - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem autorização prévia

Desenvolvido por Paulo Cesar