Guaxupé, terça-feira, 17 de julho de 2018
Você está em: Notícias / Religião / Pastoral Rodoviária esteve em Guaxupé
sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Pastoral Rodoviária esteve em Guaxupé

A Pastoral Rodoviária da Igreja Católica promoveu mais um encontro nas dependências do Posto São Paulo Minas, na Vila Santo Antônio, em Guaxupé, no último dia 18. A primeira realização do encontro naquele local foi em 1998, a segunda em 2013 e já se tornou uma constante, sempre no mês de outubro.
 
As últimas celebrações realizadas em Guaxupé foram coordenadas pelo Padre Germano Nalepa, que permaneceu durante todo aquele dia nas dependências do posto, prestando assistência religiosa às pessoas que por lá passavam. No dia anterior ele havia celebrado na cidade de Bandeira do Sul. Após prestar assistência em Guaxupé seguiu para Tapiratiba e São José do Rio Pardo.
 
O ponto alto do encontro foi a celebração de uma missa, às 20 h.
 
Na missa Padre Germano falou a respeito das dificuldades que passam os caminhoneiros permanecendo longe das famílias. Mencionou que 90% dos acidentes de trânsito são provocados por falha humana, as ultrapassagens em locais proibidos, a imprudência, a negligência, as brigas no trânsito, sono, fadiga, bebedeiras, drogas, estimulantes, carga horária excessiva, entre outras; 4% por falhas mecânicas e 6% por outras causas.
 
A missa também foi celebrada em sufrágio da alma de Odair Angelini, que nos anos anteriores sempre participava da celebração, juntamente com a esposa.
 
Após o término da missa o padre solicitou que as pessoas presentes expusessem as chaves dos veículos para uma benção e logo após foram distribuídos brindes para o público, como medalhinhas e adesivos de Nossa Senhora das Graças, terços, entre outros.
 
Na sequência o sacerdote abençoou as pessoas espargindo água benta sobre as mesmas.
Após o encerramento, o proprietário do Posto, Antônio Carlos Ferreira, ofereceu um coquetel para confraternização.
 
Início
Em 1976, O Padre Mário Litewka, da Congregação Vicentina de Curitiba, Paraná, criou a Pastoral Rodoviária e ele próprio viajou por cerca de 30 anos pelo país. Posteriormente foi sagrado bispo e nomeado para reger a Diocese de Caraguatatuba, deixando as viagens.
 
Atualmente a Pastoral conta com três equipes, composta pelos padres: Germano Nalepa, Miguel Staron e Arnô, que atuam em 24 estados da federação com a intenção de evangelizar e dar assistência espiritual e religiosa, principalmente para os caminhoneiros, que em virtude das viagens constantes acabam se distanciando das práticas religiosas.
 
Conforme explica Padre Germano, a Pastoral Rodoviária é um setor da Igreja Católica ligado à CNBB, Confederação dos Bispos do Brasil, direcionada à mobilidade humana.
 
Cada equipe promove cerca de 200 encontros anuais pelas diversas cidades do país, sendo que os padres convivem 24 horas por dia com os motoristas nas estradas.
 
Como o número de solicitações para realização destes encontros é muito grande, geralmente são marcados com um ano de antecedência.
 
Para agilizar os trabalhos, cada uma das equipes conta com um caminhão Volkswagem 8.150, com baú ¾, onde é montada uma capela “ambulante”, com sistema de iluminação e som próprio, além de um compartimento que serve de aposento do padre para os pernoites.
 
Itinerários
Anualmente, são elaborados três itinerários, sempre partindo de Curitiba. O percurso de cada um deles, até o ponto final, leva em média três meses de viagem. Padre Germano foi até a cidade de Taraucá, no Acre, estando retornando para Curitiba.
 
Ele foi ordenado a 38 anos passados e tem 22 anos de peregrinação pelas estradas brasileiras.
Falando ao correspondente do jornal em Guaxupé, Padre Germano mencionou que os sacerdotes mais novos não têm manifestado interesse neste tipo de evangelização e que os que estão em atividade já estão com idade avançada. Diante disto, ele não sabe como vai ser o futuro da Pastoral Rodoviária. (WF)

Confira a Galeria de Fotos

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados