Guaxupé, quinta-feira, 18 de outubro de 2018
Você está em: Notícias / Regional / Nadadora Joanna Maranhão participa de mesa sobre abuso sexual no Flipoços
quinta-feira, 29 de março de 2018

Nadadora Joanna Maranhão participa de mesa sobre abuso sexual no Flipoços

Encontro reúne atleta, escritora Andrea Viviana Taubman e promotor de Justiça Sidnei Boccia
Urgente e importante, o tema do abuso sexual é pauta em livros, novelas, filmes e neste ano, da mesa “Literatura e informação contra abuso sexual” na 13ª edição do Festival Literário Internacional de Poços de Caldas, o Flipoços, que traz como convidados a escritora Andrea Viviana Taubman, com o livro infantil “Não me toca, seu boboca!”, a nadadora Joanna Maranhã e o promotor de Justiça, Sidnei Boccia.

O bate-papo, que tem oferecimento da editora Aletria, vai acontecer no dia 01 de maio às 15h30 no Teatro Benigno Gaiga, no Espaço Cultural da Urca e a entrada é gratuita. O livro lançado no final de 2017 traz, além do texto de Andrea, ilustrações de Thais Linhares e usa uma linguagem simples e própria da criança para narrar uma situação de violência sexual.

A obra utiliza-se de personagens do mundo animal para abordar um dos temas mais recorrentes e preocupantes no país e destaca a percepção de um toque indesejado de alguém da família da protagonista. Trata-se de um livro lúdico e ao mesmo tempo, sem perder a seriedade, confere poder aos pequenos, para que defendam-se caso sejam vítimas de algum gesto, palavra ou comportamento que as deixem desconfortáveis.

Outra convidada para o debate é a nadadora Joanna Maranhão, que em 2015 revelou ter sofrido abuso sexual aos 9 anos de idade. Pernambucana, filha de uma médica geriatra, Joanna começou a nadar com 3 anos, na capital do estado em que vivia. Aos 12 anos, já competia em um Pan-Americano e aos 17 em uma Olimpíada. Aos 19, tentou se matar. Atualmente, aos 30 anos está atualmente entre as 12 melhores atletas do ranking mundial de 2017. Voltou a competir e fala sobre a conquista da liberdade, mesmo após o trauma do abuso, sofrido quando ainda era criança com um ex-treinador.

Para mediar a conversa foi convidado o promotor de Justiça, Sidnei Boccia. Ele é mestre em direito das Relações Sociais e atuou, por anos, à frente da Vara da Infância e Juventude em Poços de Caldas. Por 18 anos foi professor da PUC – MG na disciplina de direito penal.

Conforme explica a curadora do festival, Gisele Corrêa Ferreira, tratar desse tema na literatura é imprescindível. “Um dos objetivos da temática do Festival 2018 é encontrar na literatura soluções para os problemas cotidianos e que muitas vezes são “tabu”. Não podemos nos calar diante disso e penso que a literatura pode ser um canal e uma forma de denúncia”, declarou.
Sobre o Flipoços

O Flipoços
O Flipoços 2018 e a 13ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas são realizados pela GSC Eventos Especiais e acontecem de 28 de abril a 06 de maio no Espaço Cultural da Urca. O Flipoços 2018 conta com o patrocínio do DME, Mineração Curimbaba, Climepe, Codemge, Fibrax, Supervale Supermercados e Prefeitura de Poços de Caldas. Parceiro Cultural Sesc Minas, Instituto Camões, Editoras Sextante, Dublinense, Malê, Faro Editorial, Aletria, Leya, Trilha Educacional, Edições Sesc São Paulo. Mais informações ligue (35) 3697 1551. A programação oficial do Flipoços 2018 está no ar pelo site www.flipocos.com Agendamentos podem ser feitos com Maíra pelo coordenacao@gsceventos.com.br ou pelo telefone (35) 3697 1551.  

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados