Guaxupé, domingo, 16 de dezembro de 2018
Você está em: Notícias / Regional / Oito meses após regularização, região do Circuito Turístico Serras Verdes comemora uso de quadriciclos
sexta-feira, 29 de julho de 2016

Oito meses após regularização, região do Circuito Turístico Serras Verdes comemora uso de quadriciclos

Julho é tradicionalmente conhecido pelas férias escolares. É o mês de viagens, quando os destinos turísticos aumentam o fluxo de público e, por consequência, o faturamento. Na região do Circuito Turístico Serras Verdes, formada pela integração de 26 municípios do Sul de Minas Gerais, a atração fica a cargo do quadriciclo, primeiro veículo experimental criado por Henry Ford, em 1896.

A partir da resolução 573, publicada em 16 de dezembro de 2015 pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a circulação dos quadriciclos é liberada em vias públicas, desde que registrados e licenciados junto aos Departamentos de Trânsitos (Detrans) Estaduais. Antes, porém, quando o uso do veículo era suportado, porém proibido, o descontentamento era percebido por parte dos turistas, dos empreendedores da região e da esfera legislativa.

Preocupado com os prejuízos e com o cerceamento do atrativo turístico, o deputado estadual Antônio Carlos Arantes (PSDB), como presidente da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo, hoje Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa, propôs a realização de audiência pública, em Camanducaia, para discutir o assunto, em maio de 2012. “Lutamos muito para conseguir a liberação dos quadriciclos na região. Fiz questão de participar de várias reuniões que discutiram o assunto. Para o Contran, mostrei a importância da norma. O fomento ao turismo é e sempre será uma de minhas bandeiras”, disse o parlamentar.

À época, Gustavo Arrais, ex-presidente da Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verde e também do Circuito Turístico Serras Verdes, além de dono do Hotel Cabeça de Boi, foi um dos empreendedores que levaram ao deputado a necessidade de regulamentação do uso do veículo. Oito meses após a publicação da resolução, pelo Contran, Arrais destaca o contentamento dos envolvidos na região.

“O deputado Arantes foi fundamental na publicação da norma, pois ele mostrou ao órgão a importância, os benefícios para o turismo da região do Sul de Minas. Isso impacta na geração de renda, de emprego, a economia de um modo geral”, salientou Gustavo. Os quadriciclos respondem por mais de 200 empregos diretos na região. Camanducaia, de 22 mil habitantes, é conhecida nacionalmente como a cidade do automóvel que conquista pessoas do mundo inteiro há anos.

Segundo estudos, 15% dos turistas que vão ao Circuito Turístico Serras Verdes vão em virtude dos quadriciclos. Quando o uso era proibido, o faturamento das empresas na região caiu significativamente. Juntos, empreendedores, turistas e esfera política conseguiram reverter o quadro.

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados