Guaxupé, sexta-feira, 15 de dezembro de 2017
Você está em: Notícias / Polícia / Ex-chefe alerta para risco de colapso da Polícia Civil
quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Ex-chefe alerta para risco de colapso da Polícia Civil

Falta de pessoal, de equipamentos de trabalho e de estrutura física tem prejudicado o atendimento à população.
Polícia Civil corre o risco de entrar em colapso em breve, caso o governo não faça investimentos estruturais na instituição. O alerta foi feito pela ex-chefe de Polícia Andréa Vacchiano aos deputados da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A questão pautou audiência pública realizada nesta terça-feira (19/9/17), para tratar da precariedade das delegacias no interior do Estado.

Vacchiano ocupou o cargo durante sete meses em 2016. Ela contou que faltam viaturas e estrutura física mínima, mas que foi feito um planejamento estratégico para a realização de obras, investimentos e compras. “A crise financeira do Estado interrompeu as melhorias. Há cidades, por exemplo, onde a população ajudou na conclusão de obras. A Polícia Civil corre risco de entrar em colapso, principalmente por ingerência política”, disse.

A ex-chefe de Polícia defendeu que é preciso definir prioridades na aplicação de recursos, tendo em vista que o efetivo é reduzido e a instituição precisa ser modernizada. No período em que esteve no cargo, cerca de 950 novos servidores passaram a compor os quadros da Polícia Civil, mas a promessa era de nomeação de mais de 14 mil, segundo ela. “Os 1.300 concursados que aguardam nomeação não vão suprir a real necessidade do Estado. A Polícia Civil é o segundo órgão arrecadador do Estado e, ainda assim, sofre com falta de recursos”, lamentou.

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados