Guaxupé, quinta-feira, 21 de março de 2019
Você está em: Notícias / Justiça / Juiz da Primeira Vara Cível de Guaxupé é o que tem o maior número de processos
quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Juiz da Primeira Vara Cível de Guaxupé é o que tem o maior número de processos

O juiz da Primeira Vara Cível e da Infância e Juventude da Comarca de Guaxupé, Milton Biagioni Furquim está trabalhando num sistema análogo ao de semiescravidão. Porém nem por isto deixa de atender com cortesia e amabilidade a todos os que o procuram, seja em seu gabinete, seja nos corredores do Fórum ou em outro qualquer local.
 
Quando assumiu aquela Vara de Justiça, em 13 de junho de 2013, encontrou uma situação calamitosa, com milhares de processos atrasados, sendo que muitos deles se encontravam conclusos há mais de cinco anos.
 
Depois de assumir a titularidade, passou por vários problemas de saúde, mas nem por isto deixou de trabalhar. Por verdadeiro amor à profissão e por seus jurisdicionados, despachou e sentenciou processos enquanto se encontrava acamado em um leito de hospital. Descumprindo recomendação médica, antes mesmo de terminar sua licença para tratamento de saúde, retornou às suas atividades no Fórum.
 
Além da Primeira Vara Cível, ele também é responsável pela Vara da infância e Juventude. Vale lembrar que a tramitação dos autos da Vara da infância e Juventude tem preferência em relação aos demais. Desta forma, inúmeras foramas vezes em que Milton Furquim e o escrivão Paulo César Elias tiveram que paralisar as atividades da Vara Cível para realização de audiências e outros procedimentos da Vara da Infância. Dados da Polícia Civil apontam que 75% dos crimes violentos praticados à mão armada em Guaxupé são de autoria de menores infratores, sobrecarregando ainda mais as atividades de Milton Furquim.
 
Diante desta situação caótica, há muito tempo, ele vem trabalhando aos sábados, domingos, feriados e nos dias de semana tem se dirigido ao Fórum por volta das 4h da madrugada, permanecendo em atividade até as 17h.
 
Em 31 de janeiro último a somatória de processos físicos da Primeira Vara Cível era de 6.595 e outros 229 da Vara da infância e Juventude. Nesta somatória não estão incluídos os processos eletrônicos.
 
Vara Cível – processos físicos
Em janeiro passado foram encerrados 61 autos, foram proferidas 90 sentenças, 24 decisões e 681 despachos. No final daquele mês estavam conclusos para despacho, além do prazo legal, 1.995 processos para despacho e 38 para sentença.
 
Infância e Juventude – processos físicos
Da mesma forma, em janeiro último foram encerrados 43 processos, foram proferidas 12 sentenças, duas decisões e 69 despachos. Em 31-01-2019 encontravam-se conclusos para despacho 104 autos judiciais, para sentença, 01; feitos de execução paralisados por motivo legal ou específico, 09.
 
Acervo total
O acervo total, em 31 de janeiro último, incluindo processos físicos e eletrônicos, totalizam 8.605 autos judiciais.
 
O limite aceitável de processos para cada juizé em torno de 4.500, porém estão sob a responsabilidade dele praticamente o dobro , em 31-01-2019 eram 8.605, acontece que a partir de 1º-02-2019 foram distribuídos um número não disponibilizado pelo TJMG.

Visivelmente abatido, e com uma aparência de cansado, Milton Furquim menciona que tem feito o possível e o impossível na condução dos trabalhos das duas varas de justiça, porém sua saúde já vem demonstrando o limite da exaustão.
 
Apesar do ritmo exaustivo que o juiz Milton Furquim vem enfrentando, é um dos magistrados mineiros que tem o menor número de sentenças modificadas ou cassadas, bem por isso vem merecendo o respeito e a consideração de seus jurisdicionados, advogados, defensores públicos, promotores de justiças e demais operadores do Direito.

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados