Guaxupé, quinta-feira, 14 de dezembro de 2017
Você está em: Notícias / Justiça / Acusado de crime passional está sendo julgado pelo Tribunal do Júri
segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Acusado de crime passional está sendo julgado pelo Tribunal do Júri

O Tribunal do Júri da Comarca de Guaxupé promove a 4ª sessão ordinária do presente exercício hoje, segunda-feira, 4, desde às 9 h, para o julgamento de Adriano Aparecido de Castro Oliveira.
 
A sessão está sendo presidida pela juíza da Vara Criminal, Cristiane Vieira Tavares Zampar, a acusação  será feita pelo promotor de justiça Thales Tácito Pontes Luz de Pádua Cerqueira e a defesa do réu ficará a cargo do advogado Abimael Ferreira dos Santos.
 
O promotor Thales acusa Adriano da prática de dois supostos crimes, a tentativa de um homicídio triplamente qualificado e outra tentativa de homicídio duplamente qualificado.
 
Na peça acusatória o representante do Ministério Público Estadual afirma que Adriano manteve um relacionamento com Kênia Talita Aparecida Januário. Posteriormente Kênia manteve um “relacionamento eventual” com Emerson Francisco Paulino de Orlando.
 
Segundo o promotor de justiça, em 9 de julho de 2016, por volta de 9 h, o acusado surpreendeu Kênia e Emerson em um imóvel localizado na Rua Monte Santo, 617, Parque dos Municípios. Nestas circunstâncias, Adriano teria, supostamente, desferido um soco na boca de Kênia e logo após teria sacado de uma faca golpeando-a no abdômen.
 
O representante do Ministério Público também acusa Adriano de ter desferido um golpe, com a mesma faca, contra o abdômen de Emerson.
 
Consta dos autos que as vítimas foram socorridas, encaminhadas para a Santa Casa local, onde permaneceram internadas na Unidade de Tratamento Intensivo.
 
Ao fundamentar a denúncia, Thales argumenta que o acusado praticou os crimes motivado por  “ciúmes”, utilizando recurso que dificultou a defesa dos ofendidos e que o mesmo não conseguiu consumar seu intento por circunstâncias alheias à sua vontade.
 
Na qualificação do réu consta que Adriano Aparecido de Castro Oliveira nasceu em 24-12-1989, atua em serviços gerais, solteiro e por ocasião dos fatos contava com 26 anos de idade.
 
Atualmente ele se encontra recolhido no presídio Guaxupé – Guaranésia à disposição da Justiça.
                

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados