Guaxupé, quinta-feira, 19 de julho de 2018
Você está em: Notícias / Falecimentos / Nota de Falecimento: Manoel Herculano Rezende
quinta-feira, 5 de julho de 2018

Nota de Falecimento: Manoel Herculano Rezende

Com o falecimento de Manoel Herculano Rezende, 74 anos, ocorrido em 30 de junho último, perde a sociedade um valor de alto gabarito moral que nunca deixou de maneira humilde e sincera de honrar o meio em que viveu, não só através dos exemplos dignificantes, como pela conduta ilibada e altamente equilibrada que manteve em toda a sua vida. Perde os produtores rurais um valor excepcional de trabalho e de dedicação à agropecuária. Perde os pobres e desassistidos de todas as sortes um verdadeiro pai; um pai tão extremoso e bom que a todos sempre teve uma palavra de carinho e de bondade e que sempre soube, de forma humilde e sincera, levar a todos, sem ostentação ou alarde, o muito do pouco de suas posses. Perde os vicentinos um irmão e um amigo justo que jamais deixou de assistir os desamparados, não só lhes apontando os caminhos claros e abertos da vida, como ensinando-os a ser um exemplo de vida útil à sociedade, à pátria e à família, Perde a sua família o esposo amoroso e o pai dedicado e reto. Até mesmo a Santa Igreja Católica Apostólica Romana perde um súdito de uma piedade inimitável e de uma fé tão viva e ardente.
 
Sempre bem humorado, mesmo nas horas mais difíceis, manteve ele aquela atitude que o caracterizou e que o tornou homem forte e otimista, pois para todas as situações tinha ele aquela atitude alegre de homem generoso e satisfeito consigo mesmo.
 
Como seus maiores, dedicou-se à agropecuária, principalmente à pecuária leiteira, atividade que desenvolveu enquanto sua saúde permitiu, já estando atualmente aposentado.
 
Piedoso e de uma fé inabalável, conservou no seu lar sempre as virtudes cristãs marcando os seus dias com a generosidade do seu coração que a muitos acolheu, fosse com a sua amizade carinhosa ou com a caridade de que foi a virtude de sua eleição.
 
Católico fervoroso que era, integrava a equipe do “Terço dos Homens da Catedral Diocesana”, participando do terço realizado em todas as primeiras sextas-feiras, na Capela do Santíssimo, localizada no interior da Catedral de Nossa Senhora das Dores.
 
Descendente dos pioneiros da colonização do município de Guaxupé, Manoel Herculano Rezende aqui nasceu em 31 de outubro de 1943, filho dos saudosos, Herculano Gonçalves de Resende e de Maria Bueno Rezende. Era casado com Lazara Salomão Rezende e deixa os filhos Alexandre, Mara e Andréia, netos e muita saudade.
 
Prestou relevantes serviços às instituições de caridade, principalmente ao Lar São Vicente de Paula, onde foi diretor e presidente por diversos mandatos.
 
Temperamento ímpar de generosidade e homem vocacionado ao bem, Manoel polarizou a sua vida entre duas virtudes, a de servir a todos e a da satisfação de ser util.
Por isso, foi um dedicado servidor do bem público e amigo solícito de todas as horas e, nesse afã sempre se houve com admirável desprendimento e abnegação.
 
Por isso, a sua morte consternou profundamente a sociedade guaxupeana e feriu profundamente a todos os que o conheceram e que puderam admirar a sua vida exemplar e impressionante.
 
Seu corpo foi velado na Capela do Lar São Vicente de Paula e sepultado no Cemitério da Praça da Saudade com grande acompanhamento, como uma homenagem póstuma do grande círculo de amizades que conquistou em vida.
 
À família enlutada, as condolências do jornal Correio Sudoeste.
 
Homenagem da historiadora Maria Luiza Lemos Brasileiro

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados