Guaxupé, sábado, 16 de dezembro de 2017
Você está em: Notícias / Falecimentos / Nota de Falecimento – Emílio Carloni
quinta-feira, 4 de maio de 2017

Nota de Falecimento – Emílio Carloni

A morte do empresário Emílio Carloni, 89 anos,  ocorrida em 30 de abril último, teve a mais dolorosa repercussão, chocando fundamente a sociedade guaxupeana, de cujos valores era um dos expoentes.
 
Homem de trabalho, impoluto no seu caráter e nas suas normas de vida, tudo a seu ver se resumindo no bem que se alcança pelo esforço que se emprega e pelo sacrifício que se submete, foi por isso uma expressão de energia e de valor próprio.  
 
Era por índole um democrata, um paradigma e um exemplo às gerações presente e futura. Quem dele se acercasse, encontraria na sua personalidade simples e acolhedora toda a amplitude dos sentimentos bons, todo aquele amor cristão pelo próximo, tal a concepção humana e profunda que tinha da vida.
 
Descendente de imigrantes italianos, dedicou sempre suas atividades aos ramos de curtume; cerâmica, com o Porto de Areia Líder, com o britador “Pedregal”, além de materiais para construção, incluindo-se entre os nomes dos que lastrearam o progresso e o desenvolvimento de Guaxupé. Sempre delicado e atencioso, fez um largo círculo de amizades e sempre mereceu de todos respeito e acatamento, e quando solicitado jamais faltou com a sua cooperação e ajuda às iniciativas em favor das instituições e do progresso da cidade.
 
Sua vida foi uma lição de trabalho e se irradiou beneficamente num envolvimento de afetos e de ação sobre homens e fatos da cidade numa constância que lhe deu créditos de alta benemerência e marcou lhe o nome com fulgores indeléveis de estima e respeitabilidade.
 
Sem sombras de dúvidas, com a morte de Emílio Carloni, perde Guaxupé uma de suas figuras de relevo e de benemerência que soube manter em todas as circunstâncias, os princípios de trabalho e de honestidade dos seus antepassados.
 
Hoje ele descansa em paz, como o bravo lutador após a refrega. A sua memória será eternizada no coração de todos e também será reverenciada e cultivada com respeito e carinho.
 
Emílio Carloni nasceu em Guaxupé, aos 25 de fevereiro de 1928, filho de Primo Carloni e de Maria Pozzani Carloni. Era casado com Salima Elias Carloni e deixa os filhos: Sueli, Zilda e o médico Dimas Carloni e muita saudade.
 
Seu corpo foi velado na Capela do Lar São Vicente de Paula e sepultado no dia seguinte, às 10h30 no Cemitério da Praça da Saudade com grande acompanhamento.
 
À família enlutada, os sentimentos de pesar do Correio Sudoeste.
 
Homenagem da historiadora Maria Luiza Lemos Brasileiro

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados