Guaxupé, quarta-feira, 20 de junho de 2018
Você está em: Notícias / Cidade / Crianças beneficiadas pelo Bolsa Família terão prioridade no acolhimento que será feito pela Prefeitura
quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Crianças beneficiadas pelo Bolsa Família terão prioridade no acolhimento que será feito pela Prefeitura

No aniversário de 50 anos, assistidos da Casa da Criança participaram de diversas atividades
No aniversário de 50 anos, assistidos da Casa da Criança participaram de diversas atividades
A redação do CORREIO SUDOESTE recebeu na tarde de terça-feira, dia 9, um release explicando sobre a municipalização do ‘Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos”. O mesmo foi entregue aos vereadores naquela tarde, em reunião com membros da prefeitura, um dia após a Casa da Criança ter comunicado que paralisará o atendimento aos 120 assistidos na forma contra turno, a partir de fevereiro. Também no dia 9, a AACA-Horto Florestal comunicou que não mais continuará com o atendimento aos 100 assistidos.

Na noite de segunda-feira, a direção da Casa da Criança convocou uma coletiva de imprensa explicando os motivos da paralisação e a demissão imediata de 10 funcionários.  Eles foram categóricos em afirmar que por várias vezes tentaram conversar com a prefeitura e alertá-los pela possibilidade da paralisação, sem receberem qualquer tipo de proposta ou solução. Leia detalhes no link http://www.correiosudoeste.com.br/Materias/Noticias/Cidade/8442/08-01-2018/Ate-final-de-janeiro-120-assistidos-da-Casa-da-Crianca-ficarao-sem-atendimento

Na terça-feira, foi a vez da prefeitura fazer uma coletiva de imprensa. O CORREIO SUDOESTE não participou mas teve acesso a algumas informações.

Na coletiva, o secretário de Governo e Planejamento, Artur Fernandes Gonçalves Filho, junto de outros membros da secretaria de desenvolvimento social, disse que estava surpreso pela decisão da Casa da Criança, mas imediatamente tentou amenizar a situação afirmando que a prefeitura já ‘adotou as imediatas providências, assumindo os serviços que eram prestados pela Casa da Criação e AACA-Horto Florestal”.

No conteúdo do release, Claudinei Vitor, secretário de desenvolvimento social, explica que o público a ser atendido nessa municipalização, no caso as crianças, passará por uma seleção: “São famílias do Cadastro Único e crianças/adolescentes com NIS (Número de Identificação Social)”. Ou seja, serão aceitas crianças cujas famílias estejam cadastradas em algum benefício do Governo Federal, como o Bolsa Família.  Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Social, Guaxupé possui 1.547 famílias beneficiadas pelo Bolsa Família (famílias consideradas de extrema pobreza-renda mensal de até R$ 85,00/pessoa e pobres-rendas entre R$ 85,01 a R$ 170,00/pessoa). Desse total, 1.913 são crianças entre 6 a 17 anos.

Ele também explicou que a municipalização, que deveria ocorrer somente em 2020, terá o aporte financeiro em dois programas com repasse do Governo Federal: ProJovem, que atende adolescentes de 18 a 24 anos, e o ProJovinho, programa criado na gestão do prefeito Roberto Luciano, em 2012, que atende crianças de 10 a 14 anos.  Não foi especificado se crianças acima da faixa etária de creches serão atendidas.

Segundo Claudinei, desta maneira vão conseguir o atendimento para 380 jovens. Este atendimento terá início em 5 de fevereiro. As famílias em dúvida poderão procurar o CRAS ou no telefone 3559-5052 a partir do próximo dia 15. (LV)

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados