Guaxupé, segunda-feira, 17 de junho de 2019
Você está em: Notícias / Câmara / Vereador encabeça abaixo-assinado contra alteração de trânsito
quinta-feira, 30 de maio de 2019

Vereador encabeça abaixo-assinado contra alteração de trânsito

Foto: Guaxupe Da Depressão
Foto: Guaxupe Da Depressão
No grande expediente da ultima sessão ordinária da Câmara Municipal, realizada na segunda-feira 27, o vereador Ari Cardoso proferiu duras e pesadas críticas contra a atual administração municipal, além de apontar vários problemas que estão ocorrendo na cidade.
 
Segundo o vereador, há cerca de 12 anos o então candidato a prefeito e atual vice-prefeito, Heber Quintella, durante a campanha eleitoral, havia prometido a iluminação da Praça Duque de Caxias, porém a promessa não havia sido cumprida.
 
Ari denunciou a falta de medicamentos na farmácia municipal e ainda acrescentou que a realização das chamadas cirurgias eletivas, aquelas que não caracterizam urgência, supostamente estariam “atrasadas” e que ele gostaria que fossem tomadas providências urgentes.
 
O vereador reclamou da construção do Terminal Urbano que a administração municipal pretende construir próximo à Ponte do Taboão. Ari disse que o local está “trancado e cheio de mato”. Ele ainda deixou uma pergunta no ar: “será que vão deixar para o ano que vem, por ser ano de eleição?”
 
Ari declarou que estava encabeçando um “abaixo-assinado”; que já teria conseguido a assinatura de 10 vereadores num documento que requer que a administração municipal revogue uma decisão que estabeleceu que uma determinada rua “ao lado de um Supermercado localizado na Avenida Dona Floriana” passasse a ter mão única. No entendimento dele a medida supostamente estaria dificultando a vida de muita gente, uma vez que aquela via dá acesso à Cooxupé, a maior cooperativa de café do mundo, e à Exportadora.
 
Ari cobrou providências da administração municipal em relação à execução de operação “tapa-buracos”, principalmente no Jardim Três Rosas.
 
Ele entende que a Prefeitura deveria implantar um canil para acolher os cachorros de rua; que estes animais não são vacinados contra hidrofobia; que muitos deles atacam as pessoas e, principalmente, os motociclistas, e que muitos acidentes já ocorreram em virtude destes ataques.
 
Outra cobrança dele é a implantação de uma “Guarda Municipal”.
 
No entendimento do vereador, Guaxupé conta com problemas crônicos, dentre eles, de que os motoristas não respeitam as faixas de pedestres; os ciclistas que trafegam sobre as calçadas colocando em risco principalmente as pessoas idosas e com dificuldade de locomoção; a grande quantidade de cachorros soltos nas ruas; que determinadas pessoas costumam fazer caminhadas com seus cães, porém estes defecam sobre as calçadas, aumentando a sujeira por onde as pessoas passam.
 
O vereador também denunciou que os terrenos próximos ao posto de saúde do Jardim Planalto estariam muito sujos, “que estão virando capoeira”; que falta iluminação naqueles locais, colocando em risco as pessoas que precisam transitar naquelas imediações, principalmente à noite.     
 
Líder do prefeito
O líder do prefeito na Câmara, vereador Danilo Martins saiu em defesa da administração dizendo que há tempos a Prefeitura teria realizado uma licitação para contratação de uma empresa especializada para a construção do Terminal Urbano. Que a empresa vencedora deixou de iniciar as obras no tempo previsto e diante do fato a administração municipal estaria executando a multa contratual; que uma nova licitação teria sido realizada para que outra empresa fosse contratada.
 
Com relação à Guarda Municipal, Danilo mencionou que a implantação da mesma demanda um procedimento complicado em virtude da capacitação dos membros da mesma e que a expectativa é de ela seja implantada até no final deste ano.
 
O presidente da Câmara, e ex-líder do prefeito naquela Casa Legislativa, Léo Moraes, declarou que a Guarda Municipal estará nas ruas a partir de 4 de novembro próximo.
 
Vale aqui lembrar que a implantação da Guarda Municipal vem sendo objeto de investigação do Ministério Público Estadual, com recurso junto ao Conselho Superior daquela instituição.

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados