Guaxupé, quarta-feira, 14 de novembro de 2018
Você está em: Notícias / Artigos / Onde está o amor ao próximo?
sexta-feira, 10 de março de 2017

Onde está o amor ao próximo?

Onde está a ética mais apregoada entre os homens de boa vontade que é o amor ao próximo?

Esta é uma pergunta pertinente diante dos fatos e da realidade em que vive nosso mundo.

Tanto se ensina e apregoa-se o amor ao próximo, mas onde está este amor de fato?

Encontro dificuldade em vê-lo na mesma proporção em que é anunciado pelos arautos da justiça e da verdade.

Dizer que nada se vê é uma injustiça minha, mas que não se vê na mesma proporção como se é propagado, é fato e digno de questionamentos, a fim de trazer para nossa reflexão este preceito essencial para a vida humana em meio a tantas diferenças e circunstâncias.

Como construir a harmonia em nossos relacionamentos sem um amor ao próximo verdadeiro e sincero e não de fachada?

O que está acontecendo com o mundo? Ou melhor, o que está acontecendo com as pessoas? Estão perdendo sua verdadeira essência? Será que o problema não está na inversão de valores quando o assunto é humanidade?

Talvez o problema maior está no fato de usarmos mais o amor como um mero substantivo abstrato em nossas vidas do que usá-lo como um verbo e assim tornar concreto e verdadeiro este sentimento que pode ser chamado como o mais lindo que existe.

Será que apenas palavras bastam pra provar o amor que supostamente sentimos?

Quantas pessoas no mundo declaram amor a outras pessoas mas as suas atitudes não condizem com o que falam? Quantos cônjuges declaram seu amor mas são infiéis? Quantos que se dizem amigos mas suas ações, principalmente nos momentos mais difíceis, não condizem como tal? Quantos que, fazendo uso de uma ‘‘veste religiosa’’ não vivem na prática o amor que pregam? Quanta hipocrisia!

Mas o que é de fato amar ao próximo como a ti mesmo?

A verdade é que só o sentimento de amor não é suficiente, é preciso trazê-lo para o plano da ação.

Amar ao próximo como a ti mesmo é se motivar a amar com ações positivas e assim gerar felicidade e bem-estar ao nosso semelhante e não agir com ações negativas que podem causar sofrimento a outras pessoas.

Amar ao próximo como a ti mesmo é não fazer aos outros o que não gostaríamos que fizessem com a gente.

Amar ao próximo como a ti mesmo é procurar tratar com consideração, sem dois pesos e duas medidas, sem fazer acepção a todos.

Amar ao próximo como a ti mesmo é procurar ver o melhor em cada um e não somente focar nos piores de cada um, que todos nós sem exceção possuímos.

Amar ao próximo como a ti mesmo é se colocar no lugar do outro; é sentir seus problemas, suas dificuldades, suas necessidades.

Amar ao próximo como a ti mesmo é ajudar no que puder, é fazer o bem sem olhar a quem.

Afinal, onde está o amor ao próximo em nosso mundo, em nossas vidas?

O amor ao próximo em nossas vidas, está mais próximo do que imaginamos.

O amor ao próximo está além do território religioso e dos lindos, mas, vazios discursos que muito ouvimos e lemos.

Na verdade, o amor ao próximo está em nossa decisão de amar o nosso semelhante acima de nossos ideais materialistas e egocêntricos como manter um status quo. Está na nossa decisão de ser um ser humano melhor a cada dia e assim tornar o mundo cada vez mais humano.

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados