Guaxupé, sexta-feira, 22 de junho de 2018
Você está em: Notícias / Agropecuária / Plataforma Global do Café presente na FEMAGRI 2018
quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Plataforma Global do Café presente na FEMAGRI 2018

Imagem da Fazendinha da GCP
Imagem da Fazendinha da GCP
Após ótimos resultados obtidos na feira do ano passado, a Plataforma Global do Café está de volta à FEMAGRI, Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas da Cooxupé. Em 2017, mais de 10 mil produtores passaram pelo estande da Plataforma, um resultado expressivo que a Plataforma espera repetir este ano.

A GCP tem estande em parceria com o Núcleo de Educação Ambiental (NEA), da Cooxupé, no espaço Fazendinha do evento, que acontece de 21 a 23 de março. No local, técnicos utilizam um material didático, tendo a ilustração de uma fazenda sustentável como principal imagem de referência, para apresentar os 18 Itens Fundamentais do Currículo de Sustentabilidade do Café (CSC), material criado colaborativamente pela cadeia e que são o foco da atuação da GCP e de seus membros e parceiros. Durante o evento será promovida junto aos produtores a implementação dos 18 Itens Fundamentais; o objetivo é desmistificar a sustentabilidade e mostrar que o grande beneficiário é o produtor e sua propriedade.

As práticas recomendadas dizem respeito a aspectos ambientais, sociais e econômicos da produção de café, especialmente voltados a pequenos e médios produtores, visando a sustentabilidade do negócio no longo prazo.

Parceira dos cafeicultores no planejamento sustentável da agricultura, a Plataforma Global do Café é uma associação internacional com mais de 200 membros de todos os segmentos da cadeia produtiva. Ela atua hoje em 8 países produtores, como Colômbia, Honduras, Peru, Indonésia, Uganda, Quênia, Vietnã e Brasil, que criam suas próprias estratégias de sustentabilidade no campo e compartilham informações e experiências.

GCP no Brasil

No país, a GCP conta atualmente com 53 instituições membros e dezenas de parceiros, como serviços de extensão, universidades, centros de pesquisa e entidades do setor. O programa brasileiro da GCP foi criado em 2012 e já coleciona resultados consideráveis, como os 1.750 técnicos multiplicadores capacitados no Currículo de Sustentabilidade e os 2.700 produtores capacitados no Produtor Informado, iniciativa do Cecafé, em parceria com a GCP.

Em 2017, foi lançado o Aplicativo CSC, para celular e computador, a fim de facilitar a coleta de dados no campo e abrir caminho para uma mensuração mais realista das práticas sustentáveis adotadas na cafeicultura brasileira. A avaliação da implementação destas práticas será foco das ações da GCP no ano de 2018.

Saiba mais em http://www.globalcoffeeplatform.org/pt/.

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados