Guaxupé, sábado, 18 de novembro de 2017
Você está em: Acontece / Minha História

Minha História

Confira abaixo as matérias relacionadas à Minha História

Publicidade
Medo da Dola se transformou em admiração
sábado, 17 de outubro de 2015
Medo da Dola se transformou em admiração
Maria das Dores Matheus Gomes, a Dola, tem (apenas) 67 anos, conforme constam em registros oficiais. Ela era a caçula dos nove filhos, todos nascidos em Areado, do casal Justina Justiniana e Dario Matheus Gomes. A única dos irmãos que nasceu com problemas mentais....
“Eu me considero uma pessoa feliz”
sábado, 10 de outubro de 2015
“Eu me considero uma pessoa feliz”
O casal Antônio José da Silva e Francisca Mariana da Silva foram produtores rurais em Guaranésia, cultivaram café e tiveram seis filhos: Getúlio,Toninho, Zito, Maria, Manuel e Darci. Em busca de melhores condições de vida, a família se mudou para Guaxupé no início...
Pioneira do miniconto divulga Guaxupé no Brasil
sábado, 3 de outubro de 2015
Pioneira do miniconto divulga Guaxupé no Brasil
No ano em que Guaxupé comemorou o centenário, 2012, o escritor e crítico literário Márcio Almeida lançou o livro “Pioneiros do miniconto no Brasil”, resgatando a importância nacional de quatro escritores guaxupeanos: Francisca Vilas Boas, a única remanescente do gr...
“Fazenda é o que eu gosto. Sou um plantador compulsivo”
sábado, 26 de setembro de 2015
“Fazenda é o que eu gosto. Sou um plantador compulsivo”
Do lado paterno, Isaac Ribeiro Gabriel herdoua vocação pela mecânica e a diversificação nos negócios. O pai Antônio Gabriel foi proprietário da concessionária de veículos das marcas DKW e Massey Ferguson e do posto de combustível Santo Antônio, que ficava em uma da...
Matriarca pode ter mais de 250 familiares em Guaxupé
sábado, 19 de setembro de 2015
Matriarca pode ter mais de 250 familiares em Guaxupé
Guaxupeana nascida na fazenda Santa Cruz, Vicentina Romana General, 84 anos, é viúva de Mário General, com quem teve doze filhos. Dois faleceram. Os outros se casaram, aumentaram a família com genros e noras, e deram à dona Tina 51 netos. A maioria já se casou, exp...
Três coisas mais importantes da vida: família, Espiritismo e organização rotariana
sábado, 12 de setembro de 2015
Três coisas mais importantes da vida: família, Espiritismo e organização rotariana
A professora Jovina Silva, de Nova Resende, se casou em Juruaia com Aristóteles Zambrotti e tiveram dez filhos. Foram seis homens - Wagner, Wanderley, Walmor, Wantuir, Wanilton, Waldécio – e quatro mulheres: Jasanan, Janete, Janda e Jane. A maior parte, incluindo W...
“Dediquei mais tempo ao trabalho do que a vida particular”
sábado, 5 de setembro de 2015
“Dediquei mais tempo ao trabalho do que a vida particular”
Um dos maquinistas da Fepasa, João Gonçalves Bolonha, natural de Mococa, conheceu Catarina dos Santos em Guaranésia. Os dois se casaram por lá, mas escolheram Guaxupé para morar, onde nasceram os oito filhos do casal: José, Benedito, Luiz, Cida, Manoel, João Bat...
Generosidade e gentiliza vieram dos pais
sábado, 29 de agosto de 2015
Generosidade e gentiliza vieram dos pais
O convite para Luiz Carlos Smargiassi participar do Minha História foi programado para anteceder o aniversário dele em 23 de agosto, quando completou 69 anos. Independente da idade, ele sempre foi caracterizado por escolher bem as palavras para valorizar as pessoas...
Dedicação é o segredo do sucesso
sábado, 22 de agosto de 2015
Dedicação é o segredo do sucesso
Cida Guidorizzi tem descendência e cidadania italiana, como também conquistou título de cidadã guaxupeana. Os quatro avós italianos vieram para o Brasil em 1895, para trabalharem na lavoura de Arceburgo. Do lado paterno, José Guidorizzi e Ângela Galvani são naturai...
 “Nunca achei nada difícil na vida”
sábado, 15 de agosto de 2015
“Nunca achei nada difícil na vida”
Lá no Alto da Serra, entre São Pedro da União e Guaxupé, o casal João Magri e Antônia Paula Brizegueli, de Mococa, tiveram nove filhos: Armanda, Geraldo, Anicézio, Braz, Vivaldo, Terezinha, Adelina, Maria e Rosa. Todos estudaram, até o 3º ano primário, na escola ru...
Professora com raízes em várias terras
sábado, 8 de agosto de 2015
Professora com raízes em várias terras
Natural de Nova Resende, ela é filha de Antônio Batista Corrêa e Georgina Ravantti, que tiveram cinco filhos: Francisco, Paulo, Teresinha, Tasso e Marlene. Aos dois meses de idade, em 1928, iniciou uma série de mudanças, de casas e lugares. Foi morar no distrito de...
Mais de mil músicas de raiz
sábado, 1 de agosto de 2015
Mais de mil músicas de raiz
Com a voz pronta para cantar, a viola ao lado, e usando uma lapela dourada de microfone na camisa, o guaxupeano Mário Pereira Cardoso contou uma parte da sua  história de vida dedicada à música.  Escreveu a primeira música aos 10 anos. Hoje, aos 79, tem mais de mil...
De professora à escritora
sábado, 25 de julho de 2015
De professora à escritora
Filha caçula de Antônio Jacob Negrinho e Catarina Felipe, Maria Aparecida Negrinho Silva nasceu na extinta Casa de Saúde de Guaxupé, perto da Catedral, e morou parte da infância no distrito de Biguatinga.  Os três irmãos, Célia, José Maria e Zélia, acompanharam o i...
 “Eu me sinto uma mulher realizada”
sábado, 18 de julho de 2015
“Eu me sinto uma mulher realizada”
A Casa Adélia Abrão, ao lado da Catedral, é uma das mais antigas lojas de Guaxupé e se mantém atuante até hoje, acompanhando as mudanças do tempo e a evolução de quase um século no mercado da moda. Em dois dias da semana, a presença elegante de Olga Abrão Salomão n...
A tesoura era meu ganha-pão, o violino minha paixão
sábado, 11 de julho de 2015
A tesoura era meu ganha-pão, o violino minha paixão
No cartório, o pai registrou Carlito com dois anos a menos, mas no batistério consta que Carlos José Marques fará 80 anos em 2015. Ele se orgulha de tertrabalhado 50 anos como alfaiate: “A tesoura era o meu ganha-pão”. Também há 50 anos ele se dedica à música, como...
© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados