Guaxupé, terça-feira, 13 de novembro de 2018
Você está em: Acontece / Turismo / Caminho da Mata Atlântica traz opções para temporada de montanhismo
sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Caminho da Mata Atlântica traz opções para temporada de montanhismo

Projeto liderado por mais de 20 instituições está construído uma megatrilha de mais de 3 mil km pela Serra do Mar para trazer as pessoas para mais perto da Mata Atlântica
Caminho de Ratones à Costa da Lagoa – Florianópolis (SC)
Caminho de Ratones à Costa da Lagoa – Florianópolis (SC)
A trilha passa por montanhas, costas e florestas. As pessoas aproveitam para se exercitar, estar mais perto da natureza e ter um lazer sustentável e saudável. Os animais ganham um corredor ecológico para viver em paz dentro da Mata Atlântica. Os negócios em volta da trilha são impulsionados e o bioma é conservado, por meio da criação e manutenção de áreas protegidas.

Esses são os grandes objetivos do Caminho da Mata Atlântica, um projeto criado a várias mãos na região da Serra do Mar. A megatrilha irá conectar mais de 70 Unidades de Conservação, em cinco estados brasileiros (Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), completando um trajeto de mais de 3 mil km.

Aos poucos, as trilhas vão sendo construídas e sinalizadas, em um projeto de longuíssimo prazo. Felipe Feliciani, coordenador geral da Comissão do Caminho e analista de conservação do WWF-Brasil explica a importância: "O Caminho da Mata Atlântica é uma forma de incentivar a conservação desse bioma que passa por tantos estados brasileiros, e ainda pela Argentina e Paraguai, e que está criticamente ameaçado, ao mesmo tempo em que é um dos cinco mais ricos em diversidade biológica do mundo".

Escalada e trilhas pelo Caminho

Em plena temporada de montanhismo, ou seja, a época ideal para praticar o esporte, com temperaturas mais amenas, menos tempestades com descargas elétricas e menos mosquitos, o Caminho apresenta excelentes opções. Confira:

Mirante Borandá – Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ)

Lançado no ano passado, o mirante faz parte da trilha 360º do parque, com cerca de 4km. Foi criado pelo Borandá, movimento social que incentiva o uso público de parques e áreas de conservação natural e auxilia na articulação do Caminho da Mata Atlântica.

Pedra da Macela – Parque Nacional da Serra da Bocaina (RJ)

A trilha dos Sete Degraus, de 9 km, liga a Pedra da Macela à cachoeira Sete Quedas, local ideal para quem quer curtir os lindos poços naturais do parque. Ao longo de toda a trilha, a sinalização do Caminho da Mata Atlântica vai guiando os visitantes.

Travessia Dezembro-Canta Galo – Legado das Águas (SP)

Localizado no Vale do Ribeira, sul do Estado de São Paulo, entre os municípios de Juquiá, Miracatu e Tapiraí, o Legado das Águas é a maior reserva privada de Mata Atlântica e também já faz parte do Caminho. Essa travessia possui 23 km de extensão, com pernoite na mata e atividades de montanhismo.

Caminho do Itupava – Parque Estadual da Baitaca (PR)

22 km de trilha, conectando a Serra do Mar paranaense e trazendo uma vivência histórica em meio à Mata Atlântica. Afinal, essa trilha foi criada entre 1625 e 1650 e sobrevive até hoje, com alguns trechos já sinalizados pelo Caminho da Mata Atlântica.

Caminho de Ratones à Costa da Lagoa – Florianópolis (SC)

Mais uma trilha do Caminho da Mata Atlântica é a Trilha Caminho da Costa da Lagoa ao Ratones, com vista panorâmica da Lagoa da Conceição. São 1,8 km, com duração de apenas 40 minutos.


Saiba mais sobre o Caminho da Mata Atlântica em caminhodamataatlantica.org.br

Confira a Galeria de Fotos

Caminho de Ratones à Costa da Lagoa – Florianópolis (SC) Travessia Dezembro-Canta Galo – Legado das Águas (SP Caminho do Itupava – Parque Estadual da Baitaca (PR)

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados