Guaxupé, terça-feira, 21 de agosto de 2018
Você está em: Acontece / Televisão / Na reta final de Babilônia, Igor Angelkort esbanja carisma: “já sinto saudades”
sábado, 22 de agosto de 2015

Na reta final de Babilônia, Igor Angelkort esbanja carisma: “já sinto saudades”

                                                                                                                                                  Amanda Boretti/ EP News

Ele é tão comunicativo e simpático quanto seu personagem em ‘Babilônia’. Depois de estrear na TV como o hilário Marcelo de ‘Além do Horizonte’, Igor Angelkorte, 32 anos, não imaginava que faria tão cedo um sujeito mais comédia ainda. Clóvis, o malandro para lá de animado, da global das 21h, é um dos caras mais figuras que se tem noticias nos últimos tempos. “Eu me divirto horrores com o Clóvis. Caraca! O cara não existe de tão sem noção. Às vezes me vejo até falando como ele, viajadão e penso: isso pega!”, conta o loiro de olhos verdes, às gargalhadas.

Com diversos trabalhos dramáticos no teatro, Igor se diz surpreendido com mais um papel cômico de sucesso. “Tenho mais experiência com o drama, por conta dos meus trabalhos no teatro. Fiquei meio surpreso com o andar da carruagem, novos caminhos. Mas confesso que me encontrei na palhaçada! (risos)Depois de fazer rir em ‘Além do Horizonte’, onde contei com a hilária parceria da Laila Zaid, não imaginava que um tipo mais louco ainda como o Clovis cairia nas minhas mãos. É mais divertido do que eu pensava. E agora meu grande parceiro é o Marcus Veras, fenomenal. É o meu terceiro papel na TV e só tenho a agradecer. Ah, fiz uma pequena participação na novela Araguaia, em 2010, mas nem conta muito ”, lembra o ator, que fez também uma participação na série ‘Dupla Identidade’, com um papel tenso.

Como laboratório para viver o estudante de designer, que saiu da pequena Miracema para estudar no Rio, em ‘Babilônia’, o ator revela que precisou mesmo é de se enturmar com Marcus Veras, com quem forma a dupla que proporciona  as maiores risadas ao público. Na novela das nove, ele é o melhor amigo de Norberto (Marcos Veras), com quem divide apartamento. Os dois foram despejados do conjugado onde moravam em Copacabana e foram morar em uma quitinete no bagunçado prédio Sereia do Leme.

Além disso, eles disputam o coração de Valeska (Juliana Alves). “Não conhecia o Veras nem de dar oi. E os nossos personagens já foram apresentados como ‘um uma extensão do outro’, tipo casal mesmo... Só que héteros convictos! (risos) Então, quando a gente foi fazer a primeira  leitura no Projac, tive a sacação: vou colar no cara! (risos) Daí decidimos logo que seria fundamental um convívio nosso fora dos estúdios. O que foi um prazer enorme! Um presente mesmo!  Então, antes de começarmos a gravar, eu já tinha uma convivência com o Veras bem bacana: frequentamos a casa um do outro, fizemos programas juntos e tudo mais. Ficamos super amigos. Além de criarmos uma intimidade, uma afetividade, que estende para os personagens, desenvolvemos uma amizade verdadeira na vida real. A Julia, mulher do Veras, ficou também super amiga da minha namorada, de tanto que a gente se colou”, relata o gato, que namora há quase 4 anos a atriz Aline Fanju, que fez a Rafaela, a melhor amiga de Shirley (Vivianne Pasmanter) na novela 'Em Família'.

E morar com o Clóvis não é moleza, não. O cara fila comida, anda pelado pela casa e está sempre se metendo em confusão.

Agitação é com ele mesmo! “É engraçado o lance naturista do meu personagem. Se a casa fosse só dele, até entendo, gosto de ficar à vontade na minha também, mas o figura gosta de ficar peladão enquanto conversa com o Norberto, ou o ‘brother’ Luis Fernando (Gabriel Braga Nunes), que, obviamente, odeiam tal folga. Pô , e ainda por cima numa quitinete, sem ter para onde fugir... É caso de polícia”, dispara Igor, que mora sozinho em um flat em Copacabana.

Quanto a ficar praticamente sem roupa em cena, o ator conta que está acostumado; já fez várias peças nu. “Eu tiro a roupa numa boa. Pena que não sou saradão para deixar as fãs mais animadinhas... (risos) Até tento levar uma vida mais saudável, indo à academia de vez em quando, mas, na real? Não tenho vocação para ser o gato-sarado da parada. Já faço tanta graça, imagina ainda ser o gostosão...”, brinca Igor, que tem atacado de diretor. “Adoro direção! Dirigi recentemente uma websérie chamada ‘Ferrugem’. Está lá no YouTube.É só dar um confere!” , convida o ator, que  também está codirigindo uma peça com o Miguel Thiré. “É uma montagem da companhia de teatro Probástica, da qual sou um dos comandantes. Assim como o Clovis, saio atacando as oportunidades. Pena que a novela está no fim. O Clovis ainda teria muita gasolina para queimar. Já sinto saudades”, finaliza o bem-humorado carioca.
 
 
 

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados