Guaxupé, segunda-feira, 22 de outubro de 2018
Você está em: Acontece / Saúde / Surto de conjuntivite gera estado de alerta em Caldas Novas
terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Surto de conjuntivite gera estado de alerta em Caldas Novas

Aglomerações, praias e clubes podem facilitar a transmissão. Primeiros sete dias do início dos sintomas é considerado de alto contágio
Por suas fontes termais, Caldas Novas – GO é muito procurada durante a alta temporada, principalmente por moradores de cidades próximas, como os brasilienses. A cidade turística está sofrendo atualmente um surto de conjuntivite, já reconhecido pela Secretaria de Saúde Municipal local. O Verão, a umidade, piscina, calor e a aglomeração de pessoas facilitam na propagação da doença, que é comum nesta época do ano.

Além dos fatores do verão, outras condições podem ainda facilitar o surgimento da conjuntivite quando conciliados com a exposição desta época. "Quando se está com a imunidade mais baixa, seja por exposição ao sol, mudanças de hábitos alimentares ou até mesmo privação de sono regular, a pessoa se torna mais suscetível à conjuntivite, ainda mais combinando tudo isso ao verão", como explica a oftalmologista Ana Carolina Garcia, do CBV Hospital de Olhos.

Nas redes sociais da Secretária de Saúde de Caldas Novas – GO internautas relatam casos de conjuntivite contraídos na cidade. "Sou de Brasília. Cheguei ontem de Caldas Novas, eu e toda minha família pegaram [sic], até as crianças de 2 e 7 anos. Somos 6 adultos e 4 crianças. E ninguém do hotel e da cidade orientaram [sic] sobre o surto. Gente é muito sério!" relata uma internauta.

É preciso ficar atento durante a estação, pois o principal agente causador da conjuntivite viral, o adenovírus, sobrevive muito tempo em superfícies secas, fazendo com que as epidemias surjam com mais facilidade, como explica a médica. "A pessoa contaminada pode ter contato em casa ou no trabalho com objetos de uso comum como toalhas, maçaneta da porta, telefone e computador, por exemplo, e acabar transmitindo o vírus para outras do convívio", finaliza.

Os primeiros sete dias do início dos sintomas são considerados de alto contágio e os principais sintomas da conjuntivite são olhos vermelhos, lacrimejamento, sensação de areia e ardor nos olhos, inchaço nas pálpebras e sensibilidade extrema à claridade. Caso estas características sejam observadas, a indicação é procurar o oftalmologista o quanto antes, pois somente o médico é capaz de fazer o diagnóstico e indicar o trato correto para doença, já que os tratamentos das conjuntivites virais e bacterianas são diferentes.

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados