Guaxupé, domingo, 21 de outubro de 2018
Você está em: Acontece / Meu Pet é Top / A importância da primeira vacina
terça-feira, 31 de julho de 2018

A importância da primeira vacina

Quando nascem, os filhotes contam apenas com os anticorpos fornecidos pelo leite da mãe para protegê-los contra microrganismos nocivos que possam causar doenças. Com o passar do tempo, essa proteção passa a desaparecer e os filhotes ficam vulneráveis. Ele até será capaz de combater esses problemas sozinho, no entanto, existem certas condições mais graves que podem ser uma ameaça para a saúde dele.

Ao ser vacinado, o filhote recebe uma pequena dose de vírus ou bactérias para estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos contra esses agentes. Tais agentes virais ou bacterianos geralmente estão mortos ou inativados e, portanto são incapazes de provocar doença. Eles apenas servem para o organismo do animal entender a presença de agentes e combatê-los.

A regra geral e obrigatória é que em todo esquema de vacinação para cães deva constar a aplicação da vacina múltipla (V8 ou V10), antirrábica, contra a tosse dos canis  (gripe) e giárdia.

Antes de tomar estas vacinas, é importante que o cãozinho não tenha contato com outros animais de rua e esteja vermifugado. Orienta-se que espere ao menos 20 dias após a última dose da vacina múltipla para expor o filhote (ao total são 3 doses da múltipla). Esse é o tempo necessário para que a vacina interaja completamente com o sistema imunológico do cachorro.

Está na hora de vacinar seu cachorro?

Venha para Vetzoo Espaço Animal e faça como a Sarah Pereira Battocchio, vacine seu melhor amigo.

Vacinar é  um gesto de amor!!!

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados