Guaxupé, domingo, 19 de novembro de 2017
Você está em: Acontece / Datas Comemorativas / O Segundo Presidente do Regime Militar
sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

O Segundo Presidente do Regime Militar

O marechal Costa e Silva faleceu no dia 17 de dezembro de 1969 vítima de enfarte / Arquivo GB Imagem
O marechal Costa e Silva faleceu no dia 17 de dezembro de 1969 vítima de enfarte / Arquivo GB Imagem
Marechal Artur da Costa e Silva nasceu em Taquari, no Rio Grande do Sul, em 3 de outubro de 1902 e faleceu no Rio de Janeiro, em 17 de dezembro de 1969. Com o Golpe de Estado instaurado em 1964, Costa e Silva foi o segundo presidente do Regime Militar, eleito pelo Congresso, em 3 de outubro de 1966, sendo empossado em 15 de março do ano seguinte.

Para muitos, seu governo iniciou a fase mais dura do regime militar. Costa e Silva extinguiu a Frente Ampla, movimento de oposição que reunia políticos do período pré-64. Combateu a inflação, revisou a política salarial e ampliou o comércio exterior.

Iniciou uma reforma administrativa, expandiu as comunicações e os transportes, mas não resolveu os problemas da Educação.

Em 1968, a morte do estudante Edson Luís num confronto com a polícia provoca a “Passeata dos Cem Mil”, no Rio de Janeiro. A situação política agrava-se em agosto, quando o deputado Márcio Moreira Alves recomenda, num discurso, que as moças se recusem a dançar com cadetes em protesto contra o regime militar. O governo pede licença ao Congresso para processar o deputado, mas o pedido é negado. Costa e Silva convoca o Conselho de Segurança Nacional e edita o Ato Institucional Número Cinco (AI-5), que lhe dá poderes para fechar o Parlamento, caçar políticos e institucionalizar a repressão.

Após sofrer uma trombose cerebral, afasta-se da presidência em 31 de agosto de 1969, sendo substituído por uma Junta Militar.
O marechal Costa e Silva faleceu no dia 17 de dezembro do mesmo ano, vítima de enfarte.
 
 
 

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados