Guaxupé, quinta-feira, 19 de julho de 2018
Você está em: Acontece / Comportamento / Palavra de especialista: como manter a rotina de sono das crianças durante as férias?
terça-feira, 10 de julho de 2018

Palavra de especialista: como manter a rotina de sono das crianças durante as férias?

É preciso ter atenção quando os pequenos perdem o sono pela madrugada. Confira dicas da médica Aliciane Mota, do Instituto Brasiliense de Otorrinolaringologia (Iborl)
É muito comum que as crianças, no período de férias, durmam e acordem mais tarde. Nessa época, toda a rotina da casa é alterada, principalmente quando há pré-adolescentes, que costumam usar mais a internet, o vídeo game e sair com amigos. Mas a médica alerta: é preciso que os pais tomem conta da situação e tenham uma posição ativa, pois manter uma boa rotina de sono é fundamental para garantir o funcionamento do organismo.

Aliciane Mota, médica especialista em sono do Instituto Brasiliense de Otorrinolaringologia (Iborl), explica que vários hormônios são produzidos durante o sono, como por exemplo, as endorfinas, serotoninas, leptina, e, principalmente, o hormônio do conhecimento, conhecido como GH. "Esses hormônios são secretados principalmente quando se tem uma boa qualidade de sono, e se isso é alterado, toda a produção hormonal também sofre mudança", ressalta.

Como explica a médica, a criança que não dorme bem fica agitada e com dificuldades de concentração. Ela afirma que quanto mais velha, menor a quantidade de horas necessárias. "Em geral, as crianças com idade pré-escolar, entre três e cinco anos, precisam de 13 horas de sono por dia. Enquanto as de idade entre seis e 12 anos devem dormir ao menos 10 horas", argumenta.

Segundo a especialista, isso não é respeitado pelos adultos, pois grande parte dos pais tende a colocar na criança a rotina da casa, uma rotina de adultos. E os pequenos acabam dormindo poucas horas, com menos qualidade e um sono mais agitado.

Falta de sono durante a madrugada
A especialista aponta que é preciso ter atenção quando os pequenos perdem o sono pela madrugada. Segundo a médica, em crianças de até um ano de idade, isso é considerado comum, mas quando se torna rotina, carece de cuidados. O exagero de atividades, como jogar vídeo game e correr, por exemplo, podem estar entre as causas da má noite de sono.

"Algumas brincadeiras estimulam demais a função cerebral e, além de atrasarem o horário de dormir, acabam causando interrupções no sono durante a noite", acrescenta. Aliciane destaca ainda que a falta de rotina, mudanças de ambiente, problemas familiares e escolares também podem afetar diretamente a qualidade do sono das crianças.

Mas e a volta a rotina? Confira dicas de Aliciane de como fazer a readaptação do seu filho:
• Leve as crianças para dormir mais cedo, por volta das 19h, 20h e 21h, antes de todos os adultos irem para cama;

• Mantenha uma rotina rígida para que a criança saiba diferenciar noite e dia;

• Sonecas durante o dia são aceitáveis, desde que não sejam exageradas e comprometa o descanso a noite;

• Durante o dia deixe as janelas abertas e todos os sons ambientes da casa liberados, enquanto à noite, priorize um local silencioso e no quarto da criança um ambiente escuro ou com luz baixa

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados