Guaxupé, domingo, 24 de setembro de 2017
Você está em: Acontece / Comportamento / Relacionamentos: uma parte da vida que influencia as demais
terça-feira, 30 de maio de 2017

Relacionamentos: uma parte da vida que influencia as demais

Comemorar é sempre bom, são momentos especiais. Datas comemorativas trazem oportunidades de reflexão
O Dia dos Namorados está chegando e, com ele, a expectativa de presentes, rituais de sedução e romantismo. Contudo, esse é também um excelente momento para refletirmos como estamos vivenciando a relação a dois e os relacionamentos de um modo geral.

Quando estamos em desarmonia com nosso parceiro ou parceira, quando não conseguimos nos entender com nosso líder ou colaboradores, quando não temos êxito em nos comunicar, por consequência essas incompatibilidades podem afetar a autoestima, abalar a confiança, gerar raivas e mágoas que, em última instância, poderão impactar negativamente na saúde, na vida profissional e até mesmo no financeiro.

Se uma pessoa está vivenciando momentos de turbulências e inseguranças no relacionamento amoroso, é possível que esse clima transborde e se estenda até o ambiente profissional e vice-versa. Isso se dá porque disfunções nos relacionamentos drenam muita energia, causando desgastes e frustrações.

Uma longa pesquisa realizada pela Universidade de Harvard concluiu que bons relacionamentos, mais do que fama ou dinheiro, são os fatores que melhor contribuem para a saúde e para uma vida boa e feliz. A pesquisa acompanhou indivíduos por várias décadas e o resultado foi que pessoas que se sentiam mais satisfeitas com suas relações aos 50 anos estavam mais felizes aos 80 anos.

Uma das maiores frustrações humanas é a falta de capacidade de se relacionar. Quando vivenciamos desgastes nos relacionamentos, deixamos de permitir uma fluência natural. É preciso liberar os problemas dos relacionamentos para que a vida floresça com maior plenitude e harmonia. Portanto, por mais romântica que seja uma data comemorativa – como o Dia dos Namorados –, se um ou ambos os parceiros guardam sentimentos que limitam, como a mágoa e a desconfiança, terão enorme dificuldade em vivenciar esse dia com intensidade verdadeira.

Para que possamos desfrutar esse momento tão especial, é importante que no dia a dia tenhamos construído uma relação harmoniosa baseada em respeito, apoio mútuo e capacidade de ouvir e de criar conexão e empatia com o outro, em uma relação baseada na confiança e no diálogo, sem deixar sujeiras guardadas embaixo do tapete. Se ao invés de falarmos abertamente, guardamos ressentimentos, esses poderão abrir pequenas fendas, rachaduras no relacionamento que podem, ao longo do tempo, se transformar em verdadeiros abismos.

A base da vida saudável, feliz e harmoniosa está em como somos capazes de mantermos relacionamentos bem-estruturados e equilibrados, em que respeitamos a posição do outro, sem perder a própria identidade. A capacidade de se comunicar através da linguagem é uma das habilidades mais poderosas desenvolvida pelos seres humanos e saber utilizá-la de modo a gerar conexão e empatia faz toda a diferença. Embora não seja uma tarefa fácil, a boa notícia é que pode ser aprendida e praticada momento a momento. Portanto, no Dia dos Namorados, é muito bom namorar, beijar e se divertir, mas sempre lembrando que as relações extraordinárias são construídas todos os dias do ano.

Artigo de:
Hilda Medeiros – Transformando Realidades. Coach e terapeuta, realiza atendimento presencial e on-line. Ministra palestras, workshops e treinamentos em todo o Brasil - www.hildamedeiros.com.br

Comente, compartilhe!

© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados